Uma odisseia para o Oriente

1Berlimmin

Galeria
Criar redes: Sob o título "Netzlos" apresentaram cerca de 70 alunos de sete países europeus no Festival Internacional de teatro de PASCH em Berlim as suas próprias peças de teatro, retratando a importância das redes - quer no espaço digital quer na vida real. Pouco antes das eleições europeias, os jovens foram também levados a abordar a sua postura em relação à Europa nas oficinas de teatro frequentadas.

Participaram nesse 4º festival de teatro europeu para escolas Pasch, em Berlim, entre 11 e 15 de maio, o nosso grupo de teatro escolar em alemão “ Os Navegadores”- Die Seefahrer , com a sua peça “ Oeste encontra o Leste”- “Westen trifft auf Osten”. Os alunos foram orientados e acompanhados pela professora Lisete Pereira.
A interpretação do tema “Sem rede” – “Netzlos” levou os dez alunos das turmas 10º L, 12º L e N a rumarem em direção ao leste para apresentar a sua peça que fala de uma ilha povoada por indígenas, que nunca tiveram ligação com a civilização ocidental, até que são invadidos por um grupo de náufragos ocidentais . Como vai ser a sua convivência sem rede?
Após a aventura em Berlim com prévio desvio por Istambul, devido ao cancelamento de um voo, os alunos vivenciaram a sua peça, uma verdadeira odisseia para o oriente.
Entre 15-18 de maio representaram a nossa escola na 9ª edição do festival nacional Alemão em Cena, em Almada, e tiveram, mais uma vez, oportunidade de apresentar a sua peça e participar em workshops de música, dança e de arte circense.
Os “Navegadores” portaram-se à altura, tiveram uma prestação brilhante e, certamente, como na altura dos nossos navegadores, têm muitas histórias para contar.
O Clube Europeu
Lisete Pereira