SOMOS DIFERENTES?

Trabalho de campo realizado na ESFRL, que compara

alunos do 11º ano do curso de artes-visuais e de ciências e tecnologias

Aos 16 anos, os alunos que frequentam artes visuais são diferentes dos alunos de ciências e tecnologias? Há quem opine que sim, que os alunos de artes são mais baldas, despreocupados e indiferentes; há também quem diga que os alunos de ciências não se sabem divertir, são mais tristes e deprimidos. Também se ouve dizer que os alunos de artes são mais solidários, criativos e intuitivos e que os de ciências estabelecem relações mais frias, competitivas e distantes, que são mais racionais e objetivos.

Diz-se muita coisa… Mas será verdade o que se diz?

Ler estudo completo

 

Ciência em Cena - Doenças Cardiovasculares

Se tens uma ideia e gostas de participar em concursos, filma as tuas palavras, os teus gestos, as tuas ideias e partilha uma boa história sobre as doenças cardiovasculares. Uma história vibrante e
original!

Este concurso anual, dinamizado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Associação Maratona da Saúde, pretende despertar em ti o interesse pelo conhecimento científico, consciencializando-te para a existência de doenças do coração, na perspetiva da compreensão da doença e da solidariedade com quem sofre.

Candidaturas abertas

Ciência em Cena - Ciência em cena - Fundação Calouste
Gulbenkian

https://gulbenkian.pt/cienciaemcena/

Para mais informações, dirige-te à receção e procura os contactos das professoras coordenadoras dos clubes de TEATRO ou de CIÊNCIA VIVA.

FCT-Nova Challenge - menção honrosa para alunas da ESFRL

No dia 6 de junho, estivemos na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, em representação da ESFRL, para a entrega de prémios às equipas concorrentes ao "FCT-Nova Challenge", este ano dedicado aos alunos do 12º ano do curso de Ciências e Tecnologias. Os objetivos deste concurso foram aumentar o interesse pelo conhecimento científico, promover a interação entre jovens e investigadores, bem como estimular o aparecimento de talentos nas áreas das Ciências e das Tecnologias. Houve 58 projetos em concurso.
Pela parte da ESFRL, concorreram alunos dos 12ºC, D, E, F com 9 projetos.
As alunas Mélanie Pedrosa, Gabriela Peixoto e Ana Beatriz Coluna (por esta ordem na foto, da esquerda para a direita), receberam uma menção honrosa com um jogo didático que visa explicar como se desenvolve uma doença autoimune.
Esperamos, agora, que a FCT da Universidade Nova faça a promoção do jogo.
E se um dia encontrarem, nas prateleiras de uma loja ou na escola, junto dos materiais do PESES, uma caixa colorida com as palavras Autoimmunity – let the game begin  é esse!!
Joguem, divirtam-se  e aprendam!
 
1516challenge2016logo